ENTENDA AS REGRAS PARA DEMISSÃO

POSSO DIVIDIR MINHAS FÉRIAS? O QUE MUDOU?
9 de agosto de 2017
POSSO FAZER ACORDO PARA SER DISPENSADO?
11 de agosto de 2017

A reforma trabalhista cria novas regras para a demissão.

Depois que ela entrar em vigor, em novembro deste ano, uma das mudanças é que patrão e empregado poderão encerrar o contrato em comum acordo, de forma legal.

Hoje, o acordo na demissão é proibido.

Nesse caso, o trabalhador receberá metade do aviso-prévio e multa de 20% sobre o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Ele ainda poderá sacar 80% do Fundo de Garantia, mas não terá direito ao seguro-desemprego.

Hoje, a lei permite que o contrato seja rompido a pedido do trabalhador ou do empregador.

Se o empregado pede demissão, não há indenização, o saldo do FGTS não é liberado e, caso o funcionário não cumpra o aviso prévio, o valor é descontado das verbas rescisórias.

Falar com advogado
ajuda?
Vamos Marcar Uma Consulta?